Pesquisar este blog

Ajuda a gente??? =)

Dissertação sobre as sociedades e camarilhas

Neste texto Ouyang Xiu, eminente historiador e intelectual da dinastia Song, denuncia os propósitos das associações estranhas, e o sentido real da amizade. Como sempre, as vozes dos antigos parecem denunciar a modernidade. Por quas razões ainda não as ouvimos?...

Desde a antiguidade se falam das sociedades e das camarilhas; a única coisa que importa é que o soberano distinga entre as boas e as más, e isso é tudo.

O que habitualmente constitui a amizade entre os sábios é a comunidade de idéias e princípios; o que constitui a amizade dos homens ordinários é a identidade de seus interesses. Isso parece ser uma lei da natureza.

No entanto, eu afirmo que as pessoas ordinárias não conhecem a amizade, mas apenas os sábios. E por quê?

As pessoas vulgares são aficcionadas pelo proveito, pelos benefícios materiais, anseiam riquezas e bens. Em um dado momento, quando os interesses são comuns, se unem temporariamente em camarilhas e parecem ser amigos, mas é uma falsa amizade.

Quando chega o momento de obter benefícios, rivalizam para alcançá-los antes de todos; quando a fonte de benefícios se esgota, suas relações se rompem. A partir de então, não só não são mais amigos, como também começam a se roubar e se prejudicar mutuamente; ainda que se unam em vínculos de parentesco, nada os protegem destas rusgas.

Por isso eu digo: uma pessoa vil não conhece a amizade; ainda que pareça esporadicamente um amigo, se trata de falsa amizade.

O sábio é completamente distinto. Aprecia, acima de tudo, a justiça e a virtude, pratica a sinceridade e a abnegação, pensa na lealdade e na fidelidade. Se os sábios aplicam estes princípios em seu aperfeiçoamento moral, eles são mutuamente úteis para a amizade, porque se inspiram nos mesmos princípios gerais. Se estes princípios se aplicam ao serviço do estado, os sábios se ajudam entre si porque seu objetivo é o mesmo. O fim é idêntico em todos os pontos ao princípio, assim como é a amizade entre os sábios. Deste modo, se o soberano elimina as camarilhas perversas de gente vil e apóia a associação dos sábios, reinará então a ordem no império.

Nenhum comentário:

Postar um comentário